© 2023 por Armário Confidencial. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • b-facebook
  • Instagram Black Round

SIGA-ME!

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

POSTS RECENTES: 

Please reload

FEED INSTAGRAM

Roteiro Mendoza - Como organizamos nossa viagem!

26.11.2018

Vamos começar a série de posts sobre Mendoza? :D

Quem me acompanha pelas redes sociais (@blogentremmes) já viu que no último feriado nós fomos conhecer Mendoza, uma cidade argentina que fica a 1.000 km oeste de Buenos Aires e 360 km a leste de Santiago no Chile. Ela está na beira da Cordilheira dos Andes e, apesar de esta não ser sua principal atividade econômica, é famosa pelas suas  centenas de vinícolas (descobrimos que a principal atividade econômica da província é a extração de petróleo, seguida pela agricultura de frutas e legumes e em terceiro lugar a produção de vinhos).

 

Comprando as passagens


Acreditem se quiser, eu comprei as passagens para essa viagem em 25 de janeiro, com praticamente 10 meses de antecedência. No início do ano, enquanto organizava minha agenda, percebi que Novembro teria dois feriados emendáveis, 15 e 20 de Novembro, que juntos somariam 6 dias de folga entre feriado, emendas e final de semana. Fiquei ligada nessas datas e comecei a buscar algumas viagens para fazer nesse período, viagens imaginárias, sabe? rsrsrs #quemnunca. Eis que na manhã do dia 25 de janeiro achei uma oferta muito boa de vôo para ir para Mendoza nesse feriado - preço bom, horários excelentes e vôo direto, o que é um raridade já que são pouquíssimos vôos diretos de São Paulo para lá, 90% tem escala em Buenos Aires. Murillo e eu valorizamos muito um vôo direto, quando possível, já que o tempo em trânsito, o cansaço e a chance de passar perrengues são menores. Chamamos um casal de amigos que também adoram um vinho para nos acompanhar nessa viagem à capital do vinho Malbec, eles toparam e logo compraram as passagens no mesmo vôo!

Desembarcando no aeroporto de Mendoza

 

Hotel

 

Com a passagem comprada, começamos a pesquisar onde nos hospedaríamos. São muitas opções distribuídas entre duas principais localizações: no centro ou próximo a região das vinícolas (Maipú e Lujan de Cuyo). Após pesquisar e ponderar, optamos por escolher um hotel no centro, para ficarmos perto da vida noturna da cidade - bares, restaurantes, etc. Foi a melhor coisa que fizemos. Aproveitamos uma promoção da Hoteis.com e reservamos nossos quartos no Diplomatic Hotel, e pagamos um pouquinho a mais por um quarto com vista para a montanha - valeu cada centavo (dica do Viaje na Viagem). Vou fazer um post sobre o hotel.

Que tal acordar com essa vista? @ Diplomatic Hotel.

 

Organizando a viagem

 

Com as passagens compradas e hotel reservado, nós começamos então a pesquisar as vinícolas que gostaríamos de conhecer. Mendoza tem centenas de vinícolas para se visitar (esse é o principal programa), e um outro passeio bacana que muitas pessoas fazem é percorrer de carro a Cordilheira dos Andes, chegando pertinho do Aconcágua, um visual lindo. Teríamos o dia da chegada (chegamos por volta das 10h da manhã na cidade) e mais três dias livres antes de voltar, então decidimos fazer dois dias de visitação à vinícolas e um dia de passeio à montanha, para dar uma quebrada na programação etílica!

Outra dúvida que surgiu foi como nos locomover: Alugar carro? Contratar um remis (motorista)? Ir de taxi? Como saberíamos que íamos beber (bastante!), nem cogitamos alugar um carro. Optamos por contratar um motorista para nos levar aos passeios, é o que a maioria das pessoas faz. Fizemos uma pesquisa de preços e fechamos com a Wine Tours Mendoza, que foi indicação da minha cunhada. Recomendo muito o atendimento do Cristóbal, que nos ajudou com toda a programação da viagem!

 

Nós fizemos uma seleção de vinícolas (ou bodegas, em espanhol) que queríamos conhecer e o Cristóbal fez todos os agendamentos para nós, ajustando para que as visitas fossem visitadas com uma boa logística!

 

Las Bodegas

 

Bom, mas com tantas vinícolas IMPERDÍVEIS, como escolher quais visitar? Missão difícil, mas reunimos indicações de amigos e dicas da internet (os posts do blog que adoro Café Viagem ajudaram muito e foram dicas muito certeiras!) e chegamos a nossa lista final de vinícolas que gostaríamos de visitar - importante dizer que enviamos para a Wine Tours nossa lista de vinícolas com cerca de três meses de antecedência à nossa chegada. Quem chega à Mendoza sem reservas dificilmente consegue visitar as vinícolas e restaurantes mais concorridos, por isso antecedência para as reservas é fundamental!

 

Nosso roteiro final

 

Nossa programação final foi:

 

Dia 1 (chegada pela manhã) - acomodação no hotel e almoço harmonizado na bodega El Enemigo e posterior visita à Zuccardi.

 

Dia 2 - Visita a região do Valle do Uco:

Salentein

Andeluna

La Azul (almoço)

 

Dia 3 - Passeio à cordilheira

 

 

Dia 4 - Visita à região de Lujan de Cuyo:

Terrazas de Los Andes

Catena Zapata

Norton (almoço e experiência Enólogo por um dia)

 

Dia 5 - Retorno ao Brasil após almoço

❤❤❤❤❤

 

Vou fazer posts detalhados sobre nossos dias por lá e também sobre nosso hotel, fiquem ligados!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload