© 2023 por Armário Confidencial. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • b-facebook
  • Instagram Black Round

SIGA-ME!

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

POSTS RECENTES: 

Please reload

FEED INSTAGRAM

Mendoza | Passeio Alta Montanha (Aconcágua!)

14.01.2019

Nosso segundo dia em Mendoza foi reservado para fazermos o passeio que chamam de Alta Montanha, que é percorrer as estradas pelos Andes, chegando até a base do Aconcágua. Achamos importante reservar um dia para fazer uma "pausa" entre as visitas às bodegas.

 

No caminho, passamos por um dique enorme chamado Dique Potrerillos, que junto com as montanhas compõe uma paisagem que parece uma pintura de tão lindo. Nesse dique algumas pessoas passeiam de barco, outras fazem churrascos e pic nics nas margens dele. Percebemos que os moradores de Mendoza valorizam muito esses programas ao ar livre!

Seguimos um pouco mais e chegamos até o Parque Provincial do Aconcágua, onde fizemos um trekking rápido na base desta que é a montanha mais alta fora da Ásia, a mais alta do Hemisfério Sul e Ocidente, realmente um gigante da natureza (6.962m de altitude). Seu nome significa Sentinela de Pedra em idioma quechua, a língua dos indígenas nativos. O visual é muito lindo e pudemos ter uma visão bem próxima do cume da montanha. No caminho, vários condores nos sobrevoavam, eles que são super característicos da região e gigantescos - chegam a ter mais de 2mt de envergadura!

Na sequência, paramos para conhecer a Puente del Inca, já quase na divisa com o Chile, uma formação misteriosa e cheia de lendas indígenas, principalmente em relação à formação de uma ponte natural sobre o rio Las Cuevas - rio este que possui minerais que tingem de cor laranja tudo o que fica em contato com suas águas determinado período de tempo. Nas lojinhas que encontramos em frente à ponte, são vendidos vários objetos com aparência de petrificados, por conta desses minerais do rio.

 Voltando para Mendoza, paramos em um pequeno pueblo para almoçar, o almoço estava incluído no passeio. Era uma churrascaria simples, mas com uma comida muito gostosa e atendimento simpático. Provamos empanadas deliciosas lá!

Quase chegando na cidade, nosso guia (maravilhoso por sinal), perguntou se queríamos parar em uma fábrica de alfajores. Sim ou com certeza? Rsrsrs Adoramos os alfajores e compramos alguns para trazer para a família.

Voltamos para Mendoza e neste dia tínhamos reservado jantar no restaurante Azafrán, super famoso e recomendado por lá, porém como acabamos almoçando muito, e muito tarde, acabamos cancelando a reserva - tentamos trocar mas todos os outros dias/horários estavam ocupados. Isso é algo que acontece em Mendoza: os almoços no geral são muito completos, com entrada, prato principal e sobremesa, e são servidos muito tarde, por conta da programação de visitas às vinícolas (normalmente se visita duas pela manhã, e a mais uma à tarde, com almoço). Com isso, acabamos voltando para o hotel cerca de 17h, 18h, recém almoçados! Não sentimos um pingo de fome para jantar no horário em que os restaurantes realizam reservas - o horário máximo costuma ser 20:00. Acabamos cancelando com muita dor no coração a reserva, porém acabamos indo mais tarde para a Av. Arístedes, que era ao lado de nosso hotel e repleta de bares e restaurantes animadíssimos! Escolhemos jantar no Chachingo, resto-bar do Alejandro Vigil e amamos! Em breve farei post sobre os restaurantes que gostamos em Mendoza!

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload