© 2023 por Armário Confidencial. Orgulhosamente criado com Wix.com

  • b-facebook
  • Instagram Black Round

SIGA-ME!

  • Grey Facebook Icon
  • Grey Instagram Icon

POSTS RECENTES: 

Please reload

FEED INSTAGRAM

Tudo sobre o Navigator of the Seas, da Royal Caribbean

15.10.2019

Hoje vou contar tudo sobre nosso cruzeiro para as Bahamas, a bordo do recém reformado Navigator of the Seas, da Royal Caribbean.

 

Escolhendo o cruzeiro

 

A escolha de um cruzeiro costuma ser influenciada por um conjunto de fatores: a duração, datas disponíveis, roteiro, o navio em si e o preço, claro! Não foi diferente dessa vez: buscamos um cruzeiro de 3 ou 4 noites, que saísse de Miami ou Fort Lauderdale durante a semana que todos poderíamos viajar (fomos com minha irmã e o namorado dela!). Recomendo sempre comprar a passagem aérea depois de reservar o cruzeiro, de forma a deixar pelo menos dois dias de "folga" antes e depois da data de embarque e desembarque, já que ninguém quer perder o cruzeiro por conta de remanejamentos de vôos, que são bem comuns - já pensou perder o cruzeiro porque seu vôo foi remarcado?

 

Nós já viajamos com as armadoras Royal Caribbean, Norwegian e Costa, e detestamos a experiência com a Costa, foi muito ruim a parte de serviços e comida. Então, buscamos dessa vez um cruzeiro da Royal Caribbean e da Norwegian, não consideramos os da MSC nem Carnival porque não queríamos arriscar - apesar de ler relatos muito bons da Carnival.

 

Acabamos encontrando um cruzeiro de 4 noites para as Bahamas com a Royal Caribbean, saindo de Miami, com os atrativos de o navio estar recém reformado, com dois tobogãs novinhos, FlowRider (aquele simulador de surf) e também por conta do roteiro passar um dia em CocoCay, a ilha privativa da Royal Caribbean que também acabou de ser reinaugurada. O roteiro ainda tinha um dia inteiro navegando, algo que gostamos muito pois nesse dia aproveitamos de fato o navio, que é cheio de atrações e atividades.

O visual do navio saindo de Miami é lindo!

 

Ficamos na dúvida por conta da Norwegian oferecer o pacote de bebidas cortesia, porém o roteiro era mais curto e não havia a parada em CocoCay, que queríamos muito conhecer. Por isso, optamos pelo da Royal Caribbean. O roteiro escolhido foi:

 

Segunda-feira: Embarque no porto de Miami

Terça-feira: Nassau

Quarta-feira: CocoCay

Quinta-feira: Navegando

Sexta-feira: Desembarque

South Beach vista do navio!

 

A cabine

 

Sobre a cabine, escolhemos dessa vez a cabine interna, por motivo de... preço! Das outras vezes que fizemos cruzeiros nós ficamos na externa, que tem uma janelinha, mas dessa vez optamos pela cabine sem janelas, que é a interna. A diferença de preço estava grande e achamos que não compensava, já que o tamanho das cabines interna e externa é o mesmo, o que muda é realmente só a janelinha.

A cabine era muito confortável, apesar dos poucos metros quadrados, e conta com um armário no corredor de entrada, uma penteadeira grande com TV, um sofá de dois lugares, cama king com dois criados-mudos. Os espaços são muito muito bem aproveitados, nós dois desfizemos as malas e sobrou armário vazio, para vocês terem uma ideia. O banheiro também cheio de nichos e com um ótimo chuveiro nos atendeu perfeitamente.

Gostei da experiência e repetiria, até porque em uma viagem curta assim a gente fica muito pouco tempo na cabine. Claro que ter a janela é bacana, então se a diferença de preço for pequena acho que vale a pena cacifar, se for muito grande, acho que compensa encarar a interna mesmo!

 

A estrutura do navio

 

O navio era super gostoso, com um tamanho ótimo, mediano. Não era aqueles navios gigantes, mas ainda assim enorme: o restaurante principal tinha três andares, eram mais de 10 bares e restaurantes - incluindo um Starbucks, Johnny Rockets, Jamie's Italian, entre outros.

Na parte do lazer tinha mini golf, parede de escalada, FlowRider (aquele simulador de surf), um Escape Room (pago a parte), cassino, teatro, pista de patinação no gelo, sala de jogos, academia, spa, várias jacuzzis, duas piscinas e dois toboáguas.

Piscina de adultos - estava vazia assim porque tirei a foto no primeiro dia, assim que embarcamos.

 

Sobre a piscina, vejo que muita gente fica frustrada e reclama das piscinas de navios. Pela minha experiência (esse foi meu quinto cruzeiro) elas são sempre muito pequenas e, na minha opinião, impraticáveis. Quando viajamos de cruzeiro, nem consideramos ficar nas piscinas pois elas ficam em estado permanente de "piscinão de ramos", muito lotadas mesmo. Procuramos ficar em alguma área de espreguiçadeiras com vista pro mar perto de um chuveirão para nos refrescar - sempre tem! Outra coisa que muita gente não sabe: a água da piscina é salgada. Aí vai um pouco de expectativa x realidade: a gente não se frustra com isso porque nem considera ficar na piscina horas a fio. Navio é bem diferente daqueles resorts com piscinas infinitas - se você ajustar sua expectativa vai aproveitar bastante, mesmo sem piscina!

Piscinão em seu auge!

 

O Navigator of The Seas conta ainda com dois tobogãs, sendo um deles o maior tobogã em cruzeiros do mundo, e é incrivel: em uma bóia dupla você percorre o que parece ser uma montanha russa tobogã: além de várias descidas, tem também subidas impulsionadas por jatos de água: sensacional! Pequena crítica: a fila para os toboáguas eram sempre enormes e muito demoradas - eles demoram DEMAIS para ir liberando as pessoas para descer, o que gerava uma fila imensa. Entendo que a segurança é importante, mas a pessoa já tinha terminado o percurso, saído do toboágua e eles ainda assim demoravam um tempão para liberar o próximo para descer... No cruzeiro que fizemos na lua de mel com a Norwegian também haviam dois toboáguas e a fila era super rápida, não demorava tanto...

 

A comida

 

Ítem importante, né? Afinal muito se fala da segurança alimentar em um cruzeiro, mas nós nunca passamos nem ouvimos falar de alguém que tenha tido problemas de intoxicação alimentar a bordo de um navio. Mesmo grávida fui numa boa sem preocupação.

 

Via de regra, cruzeiros oferecem pensão completa - café da manhã, almoço, lanches, jantar (normalmente formal, no restaurante principal), snacks noturnos, e até room service! Nesse cruzeiro, bebidas não estavam inclusas, porém no café da manhã havia grátis suco de maçã, de laranja, café, chás e achocolatado. No almoço e jantar, a cortesia era água, limonada ou iced tea. Nós levamos vinho para os jantares, mas vou contar sobre isso em um post especial sobre dicas para aproveitar melhor seu cruzeiro!

 

Se tem um ponto que o cruzeiro me decepcionou um pouco foi em relação a comida... Havíamos feito um cruzeiro com a Royal Caribbean no Brasil em 2012 e a comida foi excepcional! Dessa vez, achei que deixou um pouco a desejar... A comida do restaurante principal, onde o jantar é servido empratado estava muito boa, porém o buffet, onde almoçávamos era bem fraco. Praticamente comi todos os dias ou salada ou hamburguer ou hot dog (havia também pizza e comida mexicana, em outras pequenas lanchonetes do navio, que estavam OK). Claro que no buffet tinham outras coisas além disso, mas tudo muito estranho, não dava vontade de comer... Essa opinião não foi só minha, mas de nós quatro! As sobremesas do buffet também achei bem fracas, sem gosto. Quem bom que na piscina havia uma máquina de sorvete casquinha (igual do McDonalds) à vontade!

 

No último dia do cruzeiro, que foi dia de navegação, nós perdemos por poucos minutos o almoço no restaurante principal, que encerrou assim que chegamos. Queríamos almoçar lá porque a comida era melhor, e não queríamos encarar o fraquinho buffet de novo. Então, Murillo e eu optamos almoçar no Jamie's Italian pra fugir do buffet - valeu MUITO a pena, foi um almoço maravilhoso, porém pago à parte (40 dólares por casal, com quantas entradas, pratos principais e sobremesa quiséssemos - podia pedir tudo! Achei bem justo). Vejam as fotos desse almoço:

No restaurante principal, que está incluido no cruzeiro, tudo no geral bem gostoso, vou postar algumas fotos de pratos servidos por lá (do buffet não tirei foto, infelizmente!).

Esse cheesecake era divino!  

Bolinho em comemoração aos 50 anos da Royal Caribbean, que são celebrados este ano. 

 

O roteiro

 

O roteiro de nosso cruzeiro teve que ser alterado por conta do furacão Dorian, que se aproximava das Bahamas... Ainda em Nassau, na véspera de partirmos para CocoCay, o Capitão anunciou que CocoCay seria fechada para que todos os 400 funcionários que moram na ilha e são nativos das Bahamas pudessem ir para suas casas se proteger do furacão que se aproximava... Foi um balde de água fria, porque um dos principais motivos de escolha desse cruzeiro foi justamente o dia na ilha, mas entendemos a situação.

Com isso, nós ficamos em Nassau pela noite e no dia seguinte às 13h o navio partiu. Já que não íamos para CocoCay, achamos que poderíamos ter ao menos ficado mais tempo em Nassau, porém às 13h mesmo nós estávamos indo embora. Por conta desse imprevisto, a Royal Caribbean nos deu 1/4 do valor que pagamos pelo cruzeiro em forma de crédito para futuros cruzeiros, como uma forma de compensação, o que achei bacana.

 

Os passeios

 

Em Nassau, nós fizemos um passeio de snorkel. O mar das Bahamas é turquesa e muito transparente, e esse é um passeio que fizemos em nossa lua de mel e quisemos repetir. A bordo de um catamarã, navegamos cerca de 50 minutos até um coral e lá fizemos snorkel por cerca de 1 hora - vimos vários peixes e uma tartaruga! Foi o primeiro snorkel do Vicente, ainda na barriga!

Vista do porto de Nassau, que estava com 5 navios ancorados! 

Tartaruga! 

Snorkel em Nassau - a água estava turva porque havia chovido de manhã

 

Fechamos o passeio no cruzeiro mesmo. Há outras opções locais, porém recomendo fazer os passeios com o navio mesmo que seja um pouco mais caro, já que em caso de imprevisto o navio espera você voltar. Caso você tenha fechado por fora e ocorra qualquer problema que te impeça de voltar a tempo pro navio na hora combinada da partida, ele vai embora e você perde suas férias!

 

No dia seguinte, quando deveríamos estar em CocoCay, nós fomos logo cedo para uma praia próxima ao porto, chamada Junkanoo Beach, vou fazer post sobre lá! Como era uma praia perto e que fomos à pé, tomamos só o cuidado de ficar espertos com o horário para voltar com tempo de sobra para o embarque no navio, e deu tudo certo!

 

O melhor

 

Nesse tópico vou falar um pouco sobre o que mais gostamos da nossa viagem a bordo do Navigator of the Seas!

Nós curtimos muito os shows, em especial o da primeira noite, que foi um show de patinação no gelo e drones - pois é, uma combinação diferente que deu muito certo, foi espetacular! Além desse, assistimos a outros shows de música e dança muito bem performados, que duraram cerca de 45 minutos cada.

Patinação no gelo! 

Show de can-can

 

A comida do restaurante principal também estava muito boa, gostamos bastante, e o atendimento idem. No último dia os garçons fazem uma dancinha muito engraçada para encerrar o cruzeiro na maior animação:

O atendimento da Royal Caribbean é outro ponto de destaque, a equipe é muito bem treinada para te atender. Fomos super bem atendidos por todos, em especial nosso camareiro e os garçons do restaurante principal.

Os bichinhos feitos de toalha são clássicos de viagens de navio, acho muito fofo!

 

A estrutura do navio também foi um ponto positivo, dava pra ver que era tudo novinho e de bom gosto: a área da piscina e espreguiçadeiras, a Promenade (que é como se fosse uma "rua" coberta com lojas e bares), os tobogãs!

O visual do cruzeiro também sempre é algo lindo de se ver, o pôr do sol no mar, as ondas que o navio faz ao passar... É muito relaxante, você de desliga mesmo e fica só apreciando...

Espero que tenham gostado de saber um pouco mais sobre como foi nosso cruzeiro, na semana que vem vou fazer um post com dicas para tornar sua viagem de cruzeiro melhor!

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload